(+11) 4554-9935nosso contato
0Item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.
Swipe to the left

Vale a Pena Investir Em Um Smartwatch?

Vale a Pena Investir Em Um Smartwatch?
By 31 de outubro de 2016 No comments

ale a Pena Investir Em Um Smartwatch?

A Tecnologia dos Wearables

Apesar de todos os avanços tecnológicos encontrados no mercado de smartphones atual, o setor responsável pelo desenvolvimento e pela inovação de produtos trabalha de forma intensa para surpreender constantemente os consumidores. Com isso, os desenvolvedores buscam inovar visando facilitar ainda mais a vida do usuário, criando acessórios chamados wearables, colocando a alta tecnologia dos smartphones em objetos simples do cotidiano, como óculos e relógios.

Uma das maiores dificuldades do usuário comum é manter-se informado daquilo que é importante para seu dia a dia sem precisar pegar o celular nas mãos o tempo todo. Essa necessidade do smartphone estar fisicamente presente faz com que, consequentemente, o usuário venha a se distrair com as notificações secundárias, que não possuem caráter emergencial e que acabam apenas por tomar o tempo disposto para o trabalho e aumentar o período de procrastinação.

Com os wearables essa distração torna-se cada vez menor, pois apenas as notificações relevantes irão surgir no visor e, além de garantir a tranquilidade para o usuário que irá receber as informações, poderá também ser utilizado como uma forma de otimizar o tempo e realizar uma maior quantidade de atividades.

Os óculos wearables ainda estão em fase de grande desenvolvimento, tendo como principais percursores da tecnologia os modelos de realidade virtual. Contudo, esses acessórios não podem ser utilizados no trabalho ou em tarefas comuns, o que torna seu uso limitado e cria uma barreira entre os acessórios em si e sua popularização entre os consumidores. Os óculos de realidade virtual tornaram-se acessórios de lazer, deixando a praticidade de lado.

Já o relógio inteligente, mundialmente conhecido como smartwatch, é uma forma prática de inserir a tecnologia no cotidiano, funcionando de maneira discreta, eficiente e, acima de tudo, dando uma repaginada nesse acessório tão popular.

O Que É Um Smartwatch?

De maneira simplificada, um smartwatch é simplesmente uma extensão do smartphone, ou seja, as principais funções do aparelho celular também estão disponíveis para o usuário através de uma pequena tela localizada em uma pulseira. O quesito de praticidade é o que mais chama a atenção nesse produto, pois oferece ao consumidor a segurança de não ter de tirar o aparelho do bolso a todo o momento, mas também continua informando o usuário e pode ser utilizado para realizar as principais funções de seu smartphone.

Com relação ao funcionamento, o smartwatch possui um sistema operacional que depende de outro sistema operacional para trabalhar. Embora alguns modelos sejam independentes e consigam operar de forma autônoma, a grande maioria necessita de uma conexão via bluetooth com outro aparelho, e através desse emparelhamento são transmitidos os dados e as informações. Essa conexão é importante para que as notificações cheguem ao relógio em tempo real, pois ao contrário, o acessório não seria inovador nem revolucionário no mercado tecnológico.

Por isso foi necessário estabelecer essas dependências de um segundo aparelho, no caso o aparelho principal, para que tanto as notificações possam chegar ao relógio inteligente, quanto os comandos dados no acessório sejam compreendidos em tempo real pelo celular, como atender ou recusar alguma chamada, por exemplo.

Principais Funções do Relógio Inteligente

A principal função de um smartwatch é proporcionar a liberdade para seu usuário, evitando a dependência de carregar o celular em mãos o tempo todo, o que pode ser incômodo e até mesmo perigoso em diversas situações. Ao dirigir, por exemplo, não será necessário alcançar o aparelho celular para ler uma notificação, basta girar o pulso e ler no visor do relógio.

Em transportes públicos e em ruas movimentadas é essencial andar com as mãos livres, tanto pela locomoção facilitada quanto pela própria segurança do usuário, nesses casos, estar com o smartphone na mochila pode fazer toda a diferença. O relógio vibrará levemente a cada notificação, mantendo seu usuário a par das atualizações, mas evitando grandes esforços para que o mesmo consiga observar as notificações.

Além de transmitir informações básicas como notícias, notificações e alertas importantes, o smartwatch pode contabilizar passos, calorias e possui um GPS integrado, ideal para quem busca informar-se sobre os próprios hábitos e também para aqueles que apenas buscam monitorar a rotina de exercícios e manter uma vida mais saudável.

O GPS do smartwatch funciona de forma independente, ou seja, caso seja solicitada informações sobre o trânsito ou dicas para um caminho mais prático para o trabalho, todos os dados serão fornecidos com base no GPS do relógio inteligente e as instruções serão transmitidas por meio de texto na tela, evitando que a atenção do usuário seja desviada, como acontece com telas maiores e com uma quantidade maior de informações ao mesmo tempo.

Smartwatch e Smartband: Conheça as Diferenças

(sony-smartwatch-3-smartband-talk)

Um erro comum entre os usuários de relógios inteligentes é reduzir seu potencial às funções de uma smartband. A smartband é, em suma, um dispositivo de uso exclusivo para treinos e monitoramentos de saúde. Podendo ou não ter uma conexão com o smartphone, possuem mecanismos exclusivos para captar o desempenho do usuário, calculando passos, batimentos cardíacos, calorias queimadas, quilometragens percorridas, entre outras informações desse segmento.

Ao contrário da smartband, o smartwatch possui um sistema muito mais complexo e consegue suportar diversos tipos de funções ao mesmo tempo. Vale ressaltar que o smartwatch consegue suprir as funções de uma smartband, já o contrário não é possível.

Para quem tem interesse em aprimorar os treinos, uma smartband pode ser suficiente, mas quando colocamos na ponta do lápis o investimento necessário, muitas vezes o smartwatch torna-se a opção ideal devido à sua grandiosidade como aparelho e também devido às suas atualizações do sistema, o que não torna o produto obsoleto tão facilmente.

Ambos os produtos são bons para contabilizar e monitorar a saúde do usuário. A smartband é por vezes mais discreta e mais leve, enquanto o smartwatch precisa de um espaço maior para armazenar seus mecanismos sendo consequentemente, maior e mais pesado. Essa diferença de peso e tamanho, além do design mais simples de uma smartband pode ser o ponto de decisão entre um aparelho ou outro. Nessa situação é importante visualizar qual aparelho será mais vantajoso em longo prazo e investir em um produto que irá se encaixar no dia a dia, sendo um complemento e não mais um dispositivo incômodo para o usuário.

Diversidade de Modelos e Sistemas Operacionais

Uma vantagem dos relógios inteligentes é a diversidade de produtos disponíveis no mercado. Até mesmo no Brasil é possível encontrar modelos diferentes e que atendem a todos os públicos. Por exemplo, o usuário mais conservador tende a buscar relógios com pulseiras mais discretas, em couro, com o relógio em si mais arredondado e muitas vezes com um tamanho maior, que facilite o uso e que não exija muita precisão por parte do usuário.

Já o público jovem tende a gostar de materiais sintéticos na pulseira, que por possuírem baixo custo de produção podem ser adquiridos em grandes quantidades e fazem com que o usuário tenha uma diversidade de pulseiras para serem utilizadas em diversas ocasiões. Tanto os jovens quanto o público feminino buscam relógios que sejam menores e com um visual mais moderno.

Assim como um relógio comum o smartwatch oferece grandes opções para seus usuários, tendo também uma variação nos preços e podendo custar ainda mais caro se tanto a pulseira quanto a carcaça forem produzidas em materiais mais sofisticados, como ouro. Contudo, não é só de design que um smartwatch é feito, o grande segredo na hora de adquirir um relógio inteligente é saber se existe uma compatibilidade com o smartphone de seu usuário, uma vez que alguns relógios possuem um sistema operacional restritivo, funcionando para Android ou para iOS apenas.

Conectividade Com o Smartphone e Aplicativos

Nessas situações é importante o consumidor saber qual seu sistema operacional e buscar um relógio que se encaixe em suas necessidades. Alguns modelos atendem aos dois sistemas, porém com restrições suficientes para se tornarem inviáveis.

Tanto a Apple como marcas desenvolvedoras para Android como Sony, Google e Samsung possuem seus próprios relógios inteligentes, com sistema operacional compatível principalmente com seus aparelhos. No caso da Apple, o iWatch é de uso exclusivo dos Iphones, tendo ainda uma restrição aos modelos mais novos. Sendo assim, a compatibilidade do aparelho celular com o relógio é essencial, pois o investimento é alto demais para ser ignorado.

Com relação ao funcionamento prático dos relógios inteligentes, temos a segurança dos desenvolvedores que estão aprimorando aplicativos já existentes e produzindo novos apps para o sistema operacional. Além de alertas e notificações, algumas empresas estão desenvolvendo jogos simplificados e até mesmo inserindo câmeras mesmo que de baixa qualidade no acessório, tornando-o ainda mais complexo.

Essa portabilidade de aplicativos é o que faz do smartwatch um aparelho tão especial, pois o que irá definir os apps que irão funcionar no relógio é o usuário, mas isso não significa que o smartwatch não suporta tais aplicativos. Ao possuir a compatibilidade ideal, cabe ao usuário decidir aquilo que é importante e o que é superficial.

Quem Pode Se Beneficiar Com a Tecnologia do Smartwatch?

Com a rotina agitada do século XXI, todos aqueles que buscam otimizar o tempo e aproveitar ainda mais os minutos livres devem aderir à tecnologia do smartwatch. Profissionais que trabalham em escritório podem ser notificados enquanto estão em uma reunião sem precisar deixar o smartphone na mesa.

Além disso, motoristas e profissionais que precisam estar com a atenção totalmente direcionada para uma função em específico podem usufruir da seleção de notificações, recebendo apenas o necessário e evitando distrações. Profissionais que ficam demasiadamente expostos, como cantores e repórteres de rua também podem aproveitar as vantagens do smartwatch para não prejudicar o desempenho no trabalho ao segurar o smartphone o tempo todo.

Em geral, o smartwatch é o acessório para ser pensado até mesmo pelas grandes empresas, pois mesmo notificando o usuário, não oferece grandes possibilidades de uso além de mensagens rápidas. Nesse caso, todos teriam acesso às notificações, mas só conseguiriam respondê-las com o smartphone em si, reduzindo a procrastinação causada pelo ato de observar uma simples notificação e passar longos minutos numa rede social ou em algum aplicativo de mensagens.

O Problema do Smartwatch Atual

No entanto, assim como a maioria dos smartphones o smartwatch tem um defeito principal: a baixa autonomia da bateria. Isso ocorre devido à conexão bluetooth necessária, consumindo boa parte da bateria do celular e do relógio. Além disso, o próprio smartwatch oferece opções de manter a tela sempre ligada, para evitar o toque que aciona o display.

Porém, mesmo com esses fatores, a bateria do smartwatch tende a durar de 12 a 14 horas, tempo suficiente para um dia de trabalho comum. Assim como o smartphone o smartwatch precisará ser recarregado diariamente.

Esse fator é o que mais incomoda os usuários, que buscam no smartwatch um aparelho mais independente e com maior autonomia. As empresas continuam trabalhando nessas melhorias, mas assim como no smartphone a bateria é um grande enigma para os desenvolvedores.

Toda Tecnologia Evolui: Fique Atento Aos Upgrades

A tecnologia dos wearables está apenas começando. Os modelos que vemos hoje em dia são apenas o início de toda essa revolução, logo, mesmo que o smartwatch presente no mercado possua defeitos e falhas, certamente o grupo desenvolvedor responsável estará buscando aprimorar as funções do relógio, visando oferecer uma experiência cada vez melhor para seus consumidores.

O smartwatch, ao contrário dos óculos de realidade virtual estão sendo bem aceitos pelo consumidor comum, o que acaba se tronando um grande incentivo para os produtores. Inovar e atualizar a tecnologia é uma necessidade do mercado de smartphones e seus respectivos acessórios, sendo assim, aquilo que for aceito e elogiado pelos consumidores ganhará cada vez mais força no mercado consumidor.

A lista de aplicativos para os relógios inteligentes crescem a cada dia, com isso as possibilidades de uso também aumentam, oferecendo ao consumidor um leque ainda maior de funções e fazendo com que o investimento realizado no aparelho valha cada centavo.

Vale a Pena Investir em um Wearable?

Todos sabemos que o investimento necessário para adquirir um smartwatch é muito alto, principalmente no mercado brasileiro. Contudo, é importante salientar pontos que fazem do smartwatch um aparelho único e essencial no dia a dia.

Além de evitar distrações, o smartwatch é uma forma mais segura e discreta de acessar as notificações na rua. Por possuir um design elegante, também funciona como um acessório, ideal para grandes eventos como formaturas e casamentos.

Mas fica a grande pergunta: Vale a pena investir em um smartwatch? A resposta é simples, sim! Se você está disposto a entrar de vez na tecnologia das coisas e pretende continuar no mesmo sistema operacional por alguns anos, o smartwatch é uma forma divertira e prática de interagir com essa tecnologia. Apesar do preço salgado o aparelho tem funções que auxiliam seu usuário na produtividade e consequentemente, no rendimento financeiro.

Antes de adquirir um relógio inteligente, no entanto, é importante visitar lojas de confiança e testar os produtos no pulso, sentir o peso e buscar aquele que mais se identifica com a personalidade do consumidor, para evitar compras erradas e futuras decepções.

Entre em Contato